quinta-feira, 11 de junho de 2015

CONTRA O POVO

Representantes do povo ou contra o povo?

Recentemente li em um portal de notícias da cidade, matéria dizendo que a Câmara Municipal de Xinguara está restringindo a participação da população nas sessões por conta do horário. Sem dúvida essa é a mais pura verdade, pois insistem em manter o tradicional horário da manhã, ignorando a vontade do povo que deseja participar dos trabalhos do legislativo. Atualmente são quatro sessões/mês realizadas, todas no período matinal, talvez o pior dos horários para que o povo vá assistir a uma sessão.

Foto: Luiz Pereira
Bom, há mais de 20 anos que acompanho as atividades [não assiduamente], na câmara municipal, vi tantos vereadores defendendo a mesma tese de mudança de horário, outros, porém defendendo pelo menos uma das sessões à noite, ou sessões itinerantes. Só que nunca foi aprovado e ainda em nossos dias continua a mesma luta que parece tão difícil de ser vencida pelo povo da minha cidade. Isso pela falta de vontade de resolver pequenas questões como essa, em beneficio das comunidades.

Tenho conversado com alguns vereadores atuais que são favoráveis a ideia de mudança de horário, já fizeram outras propostas, mas dizem ter suas ideias esbarradas na maioria dos edis da casa.

Agora de uma coisa é certa: se a população está sendo prejudicada pela falta de vontade da maioria, os vereadores também estão pela falta de propagação de suas atividades, até porque impera o individualismo na casa quando o assunto é mídia.

Na câmara de Xinguara, os chamados representantes do povo [a grande maioria], parece não ter esse conhecimento, pois se tivessem não tomariam decisões prejudiciais à população. Pior de tudo, sem ouvir a opinião popular, num tremendo desrespeito àqueles que os elegeram para lhes representar.

SUGESTÃO
Respeito e admiro aqueles que defendem o horário da noite, as sessões itinerantes, que se fosse aprovado já amenizava a situação, mas não resolveria o caso.

Então minha sugestão é a de que os vereadores defendam também a realização de sessões nos bairros, onde tenho certeza que o povo iria apresentar suas demandas, iria cobrar mais agilidade dos vereadores, cobrar obras do prefeito, em fim... Tenho certeza que ai sim resolveria o problema, pois ao invés do povo ter que sair de seus bairros para o plenário da câmara, a câmara é que iria até ao povo.

Agora resta saber se os nossos vereadores teriam a coragem de tomar essa boa decisão. 

Da redação do Manancial de Carajás

Nenhum comentário:

Postar um comentário