sexta-feira, 24 de abril de 2015

REBELIÃO/REDENÇÃO

EXCLUSIVO: Rebelião com reféns no presídio de Redenção 
GTO poderá invadir o presídio a qualquer momento
Quatro agentes prisionais - Samuel Saraiva, Reginaldo Fotógrafo, Diego Veloso e Jeison Cleonabi - estão como reféns dos detentos do presídio de Redenção.

A rebelião começou no início da noite de ontem, quinta-feira (23/04), por volta das 19 horas, e na manhã de hoje os presos levaram os reféns para cima do telhado e quem passa perto do presídio é possível vê-los.
Detentos no telhado com os reféns
Detentos exibem os reféns com o rosto coberto
Os detentos chegaram a agredir os agentes prisionais com tapas no rosto e na cabeça e ameaça matá-los.

O Grupo Tático Operacional da PM de Redenção já está dentro do presídio. O Grupo Tático Operacional de Conceição do Araguaia, Xinguara e de Marabá também já estão em Redenção. Chega, em Redenção, por volta das 9 horas, de helicóptero, o Grupo de Choque de Belém.


Movimento de viaturas e policiais no presídio
As informações atualizadas na manhã desta sexta-feira (24) sobre a rebelião de presos na penitenciária de Redenção, dão conta que são quatro agentes penitenciários ainda mantidos como reféns: Samuel, Jason, Reginaldo e Diego, sendo que um deles está enrolado em um colchão e os detento estão ameaçando tocar fogo nele.

Veículos da polícia em frente ao presídio
Um dos chefes da rebelião havia sido levado antes à Delegacia de Polícia de Redenção, onde uma ocorrência contra ele foi registrada, pelo fato dele ter jogado água em um dos agentes. Ele chegou bastante inflamado na Depol e a todo tempo ameaçava que aquela onda dos agentes carcerários não iria ficar de graça. Seria esse um dos motivos da rebelião? Talvez não.

Os amotinados estão sobre o telhado da penitenciária bastante alterados. Eles pediram a presença de um juiz da comarca. A segurança no local foi reforçada com a presença de mais policiais. Até o Grupo Aéreo de Segurança Pública do Pará (GRAESP/PA) foi solicitado para ajudar na segurança do presídio e evitar uma tentativa de fuga em massa. Também as negociações com os líderes da rebelião foram retomadas pelo comando da Policia Militar de Redenção.

Postador: Manancial de Carajás, com informações de Edmar Brito e Otávio Araújo/ (Com informações do repórter Gilson Campos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário