segunda-feira, 6 de abril de 2015

CHACINA: ACUSADOS ESTÃO EM BELÉM

Acusados de chacina na Estiva são apresentados em Belém
Os irmãos são acusados de matar uma família inteira
A Polícia Civil apresentou nesta segunda-feira (06/04), em Belém, os dois suspeitos de envolvimento na chacina que resultou na morte de uma família na invasão da fazenda Estiva, no município de Conceição do Araguaia, na noite de 17 de fevereiro.

Os suspeitos são irmãos e são apontados como os autores das mortes do casal de agricultores Leidiane Souza Soares e Washington Silva, e de seus filhos Júlio César Soares, 15, Weslei Souza Soares, 9, e Samia Soares, 13, e do sobrinho Mateus Soares Barros, 15.

Antônio Bernardo dos Santos Pereira e Genival dos Santos Pereira foram presos na quarta-feira e quinta-feira respectivamente. Antônio foi preso em uma fazenda em Floresta do Araguaia e Genival conseguiu fugir até o estado do Tocantis, onde também foi capturado na rodoviária de Araguaína.

Entenda o caso
De acordo com a polícia, dois homens armados invadiram a casa da família, amarraram as vítimas e levaram todos para uma área de mata na beira do rio Estiva, onde o casal e os adolescentes e a criança foram mutilados por golpes de facão. Os criminosos jogaram os corpos no rio. Três tinham marcas de bala.

Naturais de Redenção, as vítimas haviam se mudado há cerca de três semanas para a zona rural de Conceição do Araguaia. De acordo com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), o terreno está em fase de desapropriação para a reforma agrária.

Segundo a polícia, a família vivia em um lote disputado por dois irmãos. Eles teriam abandonado a área, mas estariam querendo o terreno de volta. De acordo com as investigações, os irmãos contrataram dois pistoleiros para matar a família. 

Postador: Manancial de Carajás, com informações do (G1/PA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário